Ausência de poluentes e sustentabilidade ambiental nos papéis de parede

Os papéis de parede de design e padrão conferem uma aura especial, caráter único e a atmosfera certa para instalações privadas, comerciais e públicas. Mas o impacto visual não é tudo, a saúde e o meio ambiente são aspetos extremamente importantes e ambos podem se beneficiar de papéis de parede de alta qualidade.

Gastamos muitas horas em salas tratadas com papel de parede e absorvemos várias substâncias do ar através do nosso sistema respiratório e pele. Se as substâncias presentes são nocivas ou prejudiciais, pode ter vários efeitos negativos no corpo humano, incluindo alergias, irritações da pele, náuseas, dores de cabeça, problemas respiratórios, ataques de asma ou dormência. Os sistemas imunológicos e hormonais também podem ser afetados por toxinas e poluentes ambientais, e os plastificantes e formaldeído em particular podem causar câncer em casos extremos.

Tapeten-Raumluft-Schadstoffe

Consequentemente, os papéis de parede devem ser livres de poluentes, ambientalmente corretos e recicláveis. Os vários tipos de certificados ajudam os consumidores a fazer as escolhas certas, mas os papéis de parede completamente livres de poluentes ainda são a exceção no mercado. Por um lado, a produção em escala industrial se tornaria muito cara se os tratamentos e métodos necessários fossem aplicados. Por outro lado, a produção de papel de parede verdadeiramente atóxico começa com as matérias-primas utilizadas. Como muitas vezes são importados do exterior, monitorar toda a cadeia produtiva é quase impossível.

Quando se trata de escolher sua decoração de parede favorita, queremos que se sinta literalmente bem na sua própria pele. Este blog é projetado para o ajudar a entender o que é importante considerar quando se trata de escolher papel de parede, especialmente no que diz respeito a alergias, intolerâncias e sensibilidades. Este listará possíveis poluentes em papéis de parede e explicará como os limitar ou evitar por meio de uma escolha informada. A cola de papel de parede e adesivos também desempenham um papel importante.

A proteção ambiental começa com o uso de matérias-primas sustentáveis e livres de poluentes e continua em todas as fases de produção e reciclagem.

Tapeten-Rohstoffe

Que poluentes poderiam potencialmente se esconder no papel de parede?

Os papéis de parede consistem numa camada de suporte e numa variedade de diferentes materiais de superfície que determinam o acabamento e aparência visual. Todos esses componentes podem potencialmente transportar substâncias nocivas, dependendo das matérias-primas e materiais de processamento utilizados.

Afim de combinar várias camadas de material do mesmo ou diferente tipo (s), são necessários processos de laminação, que usam cola, cera ou verniz. Esses materiais também podem conter substâncias nocivas. A camada decorativa / a superfície visível dos papéis de parede também pode ser impressa, tingida, refinada ou revestida com papel alumínio ou plástico. Para criar efeitos específicos, podem ser aplicados esmaltes ou processos oxidativos. Além disso, substâncias que conferem aos papéis de parede características especiais como "resistentes à chama" ou "boa resistência à luz" também devem ser mencionadas como portadores potenciais de toxinas.

Para papéis de parede com baixo teor de poluentes ou livre de poluentes, o principal fator é se os componentes usados na produção são naturais ou sintéticos. Os materiais crus e de produção sintéticos tendem a aumentar o risco de cargas contaminantes nos papéis de parede, por exemplo através de:

  • Plastificantes de baixa volatilidade (ftalatos) em revestimentos plásticos e espuma estrutural (constantemente "gotejam" do papel de parede e acreditamos que tenham um impacto no equilíbrio hormonal humano)
  • Aglutinantes que podem desencadear alergias, por exemplo, acrilatos
  • Formaldeído - presente em muitas tintas e corantes, colas, adesivos e como parte das substâncias usadas para aumentar a estabilidade do papel úmido; pode causar dores de cabeça, cansaço e irritação da pele, mucosas, conjuntivite e alterações no sistema respiratório
  • Compostos orgânicos voláteis (VOC); emitem um forte odor imediatamente após colocar o papel de parede
  • Compostos organoestânicos, por exemplo o tributilestanho (TBT) ou o dibutilestanho (DBT), que melhoram a resistência à luz e ao calor; prejudicial para os sistemas imunológico e hormonal
  • Compostos organo-halogenados presentes em agentes clareadores e tintas; pode causar alergias
  • Metais pesados em corantes; potencialmente se acumulam no corpo
  • Biocidas em tintas e corantes para aumentar a durabilidade ou utilizados durante o cultivo de matérias-primas como algodão, fibras naturais; pode emitir e levar a tonturas, dores de cabeça, problemas no fígado e nos rins

É óbvio que quanto mais elaborado o processo de produção de um papel de parede, mais difícil será monitorar todos os componentes poluentes e ambientais. As restrições legais, os padrões exigidos, os selos de aprovação e os certificados ajudam a evitar ou pelo menos limitar o uso de substâncias nocivas na produção de papel de parede. Como resultado, os papéis de parede precisam atender a requisitos mínimos específicos antes de chegarem ao mercado. A escala de padrões depende do certificado que um produto possui.

Tapeten-Herstellung-Schadstoffe

Regras básicas para papéis de parede amigos do ambiente

Os materiais naturais são a melhor maneira de promover a saúde e o bem-estar. Mas se se certificar de que os materiais base e de superfície de um papel de parede são feitos com níveis baixos de poluentes, não é suficiente. Mesmo durante o cultivo de matérias-primas como algodão, madeira, bambu, cortiça ou gramíneas, não devem ser utilizados fungicidas, pesticidas ou herbicidas. Os corantes de plantas, tintas de impressão isentas de solventes, agentes de ligação naturais, exemplo: borracha natural, meti celulose usada como adesivo e para a produção de tintas, a impressão com cola e processos de gravação a quente, são apenas alguns exemplos que usam matérias-primas limpas para produzir papéis de parede saudáveis. Cada parte do processo de produção deve fazer parte dessa cadeia ambientalmente saudável, e garantir isso requer supervisão rigorosa e implica aumento de custos.

Um processo 100% limpo é quase impossível de conseguir, pois o mercado não permite isso. Quanto menos materiais sintéticos forem usados, melhor. Os resíduos de papel reciclado, celulose, têxteis naturais e fibras vegetais estão no topo da lista de materiais de papel de parede ambientalmente saudáveis. As informações transparentes sobre os materiais utilizados no processo de produção, selos de aprovação ou certificados são um bônus.

Tapeten-Rohstoff-Naturfasern   Tapeten-Rohstoff-Altpapier

"Mas e os papéis de parede feitos de materiais sintéticos?", pergunta. Nem todos os materiais feitos a partir de ou contendo materiais sintéticos são prejudiciais ou prejudiciais à nossa saúde, por isso não desanime com o papel de parede de vinil funky, alumínio ou têxtil sintético. No entanto, deve ser dada uma especial consideração às características climáticas e à conformidade com os requisitos legais, bem como possíveis certificados, selos e padrões de teste. Em termos de proteção ambiental e reciclagem, as substâncias sintéticas também deram um grande salto. Cada vez mais, os biomateriais são utilizados no processo de produção, entre eles o tall oil, um subproduto da produção de celulose ou outros óleos vegetais. Os materiais plásticos também são altamente recicláveis.

O ar interior e o clima saudável do ambiente, são criados pela troca de ar fresco e seco, a temperatura ambiente ideal e a umidade do ar e a limpeza do ambiente. Dependendo do papel de parede, há também algumas especificações que serão discutidas abaixo.

Tipos populares de papel de parede e seus riscos poluentes

A fim de obter uma ideia adequada das escolhas de papel de parede em termos de poluentes e segurança ambiental, faz sentido analisar os tipos mais comuns em relação a esses problemas.

Papéis de parede à base de papel

Os papéis de parede à base de papel consistem numa ou mais camadas de papel, ou numa camada suporte de papel com um material de superfície diferente, por exemplo fibras vegetais, espuma estruturada ou vinil. Os papéis de parede à base de papel podem ser impressos, em relevo ou refinados de qualquer outra forma.

Para papéis de parede que consistem inteiramente em papel, sua qualidade é um fator decisivo. O papel feito de fibras de madeira e celulose, papel natural ou papel reciclado é a base menos poluída e mais amiga do ambiente para papéis de parede de papel. Papéis de parede com uma base de papel e uma camada de superfície feita de materiais naturais também proporcionam um bom equilíbrio ambiental e de saúde.

Para aumentar a resistência a rasgões em estado úmido, podem ser adicionadas algumas substâncias contendo formaldeído. Os papéis de parede feitos exclusivamente de papel sem qualquer revestimento ou vedação são respiráveis e reguladores de umidade e têm um impacto positivo no clima do espaço.

Papéis de parede tecido não tecido

Os papéis de parede TNT são feitos de fibras celulósicas e têxteis. Eles também são permeáveis ao vapor e regulam a umidade. Com fibras têxteis naturais, principalmente quimicamente não tratadas misturadas com celulose, o risco de poluição é muito baixo. Alguns fabricantes usam plastificantes sintéticos e fibras de poliéster. Os tratamentos de superfície (por exemplo, estampagem, espuma de estrutura ou pintura / acabamentos) podem conter poluentes.

As camadas base TNT são adequadas para a aplicação de uma grande variedade de materiais de superfície que determinam o caráter e a qualidade do produto final. Entre elas estão folhas de metal e de efeitos especiais, fibras e tecidos têxteis, pérolas de vidro e vinil. Para avaliar o risco de poluentes nestes modelos de papel de parede, existe um número de categorias que precisam de ser verificadas, por exemplo, a pureza das matérias-primas, substâncias utilizadas e métodos de tratamento no processamento e refinação. As fontes potenciais de poluição podem estar escondidas em plastificantes, metais pesados e formaldeído. Apenas o fabricante pode realmente fornecer informações precisas e completas, por exemplo, na forma de declarações, selos de qualidade e certificados.

Umweltfreundliche-Tapeten

Papéis de parede de vinil

Os papéis de parede de vinil com uma camada base de papel ou TNT são tratados com um revestimento de policloreto de vinilo (PVC) ou poliuretano (PU) que torna o papel de parede lavável. Os riscos poluentes do plástico estão bem documentados; estes tipos de papel de parede também podem conter plastificantes que podem fluir e ser prejudiciais para o clima e para o corpo humano. A maioria dos fabricantes utiliza os ftalatos DINP e DIDP - ambas substâncias foram classificadas como não perigosas pela UE. Dito isto, sua avaliação ecológica é considerada pouco importante. Os ftalatos contidos devem sempre atender aos requisitos legais e não podem exceder os limites máximos. Outro fator de risco potencial são vestígios de compostos organoestânicos e outros compostos voláteis. Mais uma vez, cabe aos fabricantes, a obrigação de informar e fornecer potenciais selos e certificados de qualidade para permitir que o consumidor avalie a possível carga de poluentes.

Estes tipos de papel de parede não absorvem a umidade, o que significa que a ventilação e secagem insuficientes podem originar mofo. É mais provável que a poeira e outras partículas do meio ambiente se colem à superfície, de modo que precisam ser limpas com mais frequência. Além disso, as colas de dispersão especiais necessárias para os papéis de parede de vinil podem conter fungicidas.

Papéis de parede Naturais

Os materiais naturais como gramíneas, bambu, cortiça ou madeira são uma ótima opção para papéis de parede ecologicamente corretos e saudáveis. Eles são aplicados a um papel base (o que mantém o risco de poluentes razoavelmente baixo). De um modo geral, os papéis de parede naturais não tratados apresentam excelentes características climáticas e podem ser facilmente reciclados. A única questão potencial é o uso de adesivo de coesão. E aqueles que sofrem de febre do feno podem reagir a papéis de parede grama que não estejam tratados.

Papéis de Parede Têxteis

A camada de suporte destes papéis de parede exclusivos pode ser à base de papel ou TNT. Em termos de materiais de superfície, as fibras têxteis sintéticas ou naturais ou tecidos são ambas as opções. Os papéis de parede flocados e amassados também pertencem à categoria de papéis de parede têxteis. Fibras naturais como lã, algodão, linho, juta e sisal orgânico e livre de químicos, são a melhor escolha em termos de saúde, pois são completamente naturais e tingidas com substâncias naturais e não perigosas. Pode ocorrer risco de poluentes quando os papéis de parede têxteis e sintéticos são tratados com substâncias específicas, como as resinas de uretano, para aumentar sua resistência ao rasgo, ou com agentes de proteção de fibra contendo formaldeído e fungicidas. Os papéis de parede com superfícies têxteis são mais propensos a atrair poeira, o que os torna menos adequados para aqueles que sofrem de alergias ao pó.

Papéis de parede de metálicos / papéis de parede efeitos especiais

As camadas de suporte de lã ou de papel são a base desses papéis de parede extravagantes. Revestimentos metálicos ou de efeitos especiais são adicionados e às vezes tratados posteriormente (dependendo dos desenhos individuais). Os papéis de parede de metal, em particular, podem ter esmaltes ou vernizes, bem como métodos oxidativos aplicados a eles para criar efeitos especiais. As folhas de metal são feitas de alumínio laminado fino, enquanto que as folhas de efeitos especiais são feitas de materiais plásticos especiais.

Os papéis de parede de papel de alumínio laminado são usados há muito tempo como escudo protetor contra gases perigosos em áreas sensíveis. Os corantes e substâncias adesivas também podem conter poluentes. Os papéis de parede com folhas sintéticas geralmente apresentam os mesmos riscos de poluentes que os papéis de parede de vinil ou aqueles com alta proporção de plástico.

Certificados, selos, padrões de teste

Globalmente, há uma série de selos de qualidade, certificados e critérios de testes focados nos poluentes e solidez ambiental em produtos e materiais, muitos dos quais são válidos para papéis de parede também. Por favor, consulte nossa lista de alguns dos certificados relevantes, etc. Deve prestar atenção ao comprar papéis de parede. É frequentemente necessário mais de um selo de qualidade para atingir os mais altos padrões em termos de ausência de poluentes e proteção do meio ambiente.

Alemanha

  • Der Blaue Engel ("O Anjo Azul" - Ministério Federal Alemão do Ambiente, Conservação da Natureza e Segurança Nuclear): Rótulo ecológico para produtos e serviços particularmente amigos do ambiente - é necessário papel de parede predominantemente de papel reciclado e a produção tem de ser com baixo teor de poluentes.

Tapeten-Blauer-Engel

  • Eco-Institut Gütesiegel für Textilien (eco-INSTITUT Alemanha GmbH): segurança de produtos e saúde, testes rigorosos de emissão e poluentes de produtos finais
  • RAL-GZ-479 (RAL Deutsches Institut für Gütesicherung e Kennzeichnung e.V. - Instituto Alemão de Garantia de Qualidade e Certificação): Marca de qualidade para segurança ecológica e de saúde
  • Selo de Qualidade Livre de Ftalatos: Garante que os produtos testados não contêm substâncias tóxicas que atinjam ou excedam o limite máximo de 0,01%.

Tapeten-schadstoff-Pr-fung   Phthalate-Free-Tapeten

Europa

  • Natureplus (natureplus e.V.): rótulo ecológico para a sustentabilidade e segurança ambiental / sanitária na construção

Tapeten-Umwelt-Zertifikat

  • REACH: Regulamento Europeu relativo ao registo, avaliação, autorização e restrição de produtos químicos para fabricantes, importadores e utilizadores a jusante, com o objetivo de proteger a saúde humana e o ambiente.

ECHA-Current-Logo   REACH-SVHC

  • VOC-Label Émissions dans l'air intérieur, França: Selo obrigatório para a classificação e rotulagem dos materiais utilizados na construção, mobiliário e equipamentos que recentemente entram no mercado.

Papier-peint-etiquette-emissions

Globalmente

  • Certificação GREENGUARD (UL-Environment): Garante que um produto atende aos requisitos mais rigorosos e abrangentes quanto à emissão de compostos orgânicos voláteis (COVs) para a atmosfera.

9934703_orig   UL_ECOLOGO_RGB_Green

  • STANDARD 100 por Oeko-Tex: Norma independente para produtos têxteis em bruto, intermediários e finais que foram testados quanto a poluentes; abrange todas as etapas de processamento e os materiais utilizados

Wallpaper-environment-certificate

Se tiver dúvidas sobre selos de qualidade, certificados, designadores, etc. dos papéis de parede disponíveis da nossa Loja, não hesite em nos contatar. Faremos o nosso melhor para o ajudar e entraremos em contato com os fabricantes se necessário. Observe que muitos dos prêmios e selos de qualidade são concedidos apenas se solicitados pelos fabricantes, o que significa que, embora os requisitos legais devam ser rigorosamente cumpridos, a responsabilidade pela segurança do produto e pela proteção ambiental é fundamental para eles.

A melhor qualidade de papel de parede e produtos artesanais na nossa loja

O processo de seleção de produtos no papel de parede dos anos 70 é baseado em padrões de qualidade extremamente altos. Nosso departamento de compras escolhe fabricantes de renome que prestem muita atenção à segurança da saúde e do meio ambiente. Além disso, trabalhamos apenas com fabricantes de papel de parede com métodos de produção transparentes, onde todo o processo (desde a conceituação até ao produto final) é fácil de entender e onde materiais e processos ambientalmente corretos são usados. Entre eles está a marca moderna Dupenny, que cria papéis de parede originais feitos de materiais 100% naturais, com corantes à base de água e um método tradicional de serigrafia manual. O papel natural suave, transparente e leve de excelente qualidade com padrões excecionais impressos à mão com a técnica batik, são marcas registadas da marca francesa Le Monde Sauvage.

Umweltgerechte-Tapeten 

Não nos esqueçamos da cola de papel de parede e adesivos!

As colas e adesivos fornecem a conexão entre parede e papel de parede. Isso significa que esses componentes também precisam estar livres de quaisquer riscos para a saúde humana. A cola de papel de parede regular em forma de pó que é usada principalmente para modelos à base de papel, consiste em amido ou celulose. Alguns produtos contêm conservantes, estes devem ser evitados por consumidores preocupados com a saúde, já que simplesmente excedem os requisitos.

Para aumentar a resistência adesiva, as resinas sintéticas são frequentemente adicionadas a adesivos especiais para papéis de parede pesados (por exemplo, papel de parede de metal, efeitos especiais, vinil ou têxtil). Uma boa alternativa é a cola de papel de parede comum com cola de dispersão adicionada. Ambas as opções carregam um certo risco de poluentes, portanto os consumidores devem consultar consultores experientes e perguntar sobre o possível impacto na saúde de componentes individuais ao comprar adesivos.

Umweltfreundlicher-Tapetenkleister

Dicas para criar uma temperatura ambiente saudável com papéis de parede

  • Quanto mais lisa a superfície do papel de parede, menor é o risco de acumulação de poeira e poluentes ambientais. Os modelos de papel de parede com superfície lisa também são muito mais fáceis de manter limpos.
  • Seu papel de parede vem com informações sobre suas características de limpeza. Os papéis de parede não laváveis devem ser cuidadosamente limpos com um pano seco, um espanador ou o acessório de escova do seu aspirador de pó. Os papéis de parede laváveis com água e laváveis com detergente e escova podem ser limpos com um pano úmido, mas tenha cuidado com os agentes de limpeza.
  • Fumar deve ser evitado em ambientes fechados. A nicotina vai se estabelecer no seu lindo papel de parede e é muito difícil de remover. Além disso, o fumo do tabaco contém formaldeído. De acordo com o Departamento Federal de Saúde da Alemanha, o limite recomendado numa sala de 30 metros quadrados é atingido após 6 cigarros.
  • O formaldeído também é criado por processos naturais. A folhagem verde nas plantas de casa, como a aloé vera, gérbera, hera ou gravatinha, pode ajudar a quebrar o formaldeído no ar.
  • A temperatura ambiente deve ser constante e adaptada às estações do ano. Os espaços nunca devem ficar muito frios ou completamente frios.
  • Um nível equilibrado de umidade do ar (entre 40 e 60%) também é importante. Evite níveis acima ou abaixo desses valores. Se a umidade do ar for muito alta, se certifique de que o espaço tenha um bom ar ou use um desumidificador. Se for muito baixa, umidifique colocando uma tigela de água no radiador ou noutro lugar da sala.
  • Se seu papel de parede de sonho vem com um revestimento, ou seja, uma superfície selada que evita que a umidade seja absorvida, a ventilação regular e completa é de extrema importância, para que a umidade possa escapar para o exterior. Isso evitará mofo. Não se esqueça de que os germes se desenvolvem no ar úmido (e no papel de parede úmido) e se espalham como fogo.
  • Não coloque a mobília muito perto das paredes, deixe espaço suficiente para que o ar possa circular entre o papel de parede e a mobília.

Umweltgerechte-Tapeten-Entsorgung

Sua contribuição para a proteção do meio ambiente

Quando o papel de parede antigo é removido para dar lugar a um novo, os consumidores podem contribuir significativamente para proteger o meio ambiente. Independentemente de que materiais consistem, se estão numa parede ou se são restos não utilizados de um novo rolo, os papéis de parede são sempre considerados desperdícios residuais. As quantidades menores podem ser colocadas no lixo doméstico habitual, enquanto que quantidades maiores podem ser levadas para o centro de reciclagem local (às vezes por uma pequena taxa). O mesmo vale para a cola de papel de parede ou adesivo de dispersão que ficaram inutilizáveis.