Papel de parede vintage

Mais

O papel de parede Vintage dá um toque nostálgico e faz sorrir. Ele é perfeito para decorar ambientes atuais e enfatiza visualmente uma decoração da parede moderna. O estilo Retrô é super legal!

Filtrar
503 modelos de papel de parede encontrados
 
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
503 modelos de papel de parede encontrados
1 de 9
Der Artikel wurde erfolgreich hinzugefügt.
Für die Filterung wurden keine Ergebnisse gefunden!
Você visualizou 60 de 503 modelos de papel de parede

Papel de parede Vintage e Retrô - O Guia 

O papel de parede Vintage é uma homenagem e uma declaração de amor ao passado. Esses modelos nostálgicos despertam (ou guardam) memórias e preservam um modo de vida, uma época ou uma crença pessoal. Todo mundo tem seu próprio design vintage favorito, ao qual foi dado um significado especial. Na linguagem comum, os modelos de papel de parede originais (ou seja, antigos) de um determinado período, bem como as recentes interpretações desses designs originais são conhecidos como "Vintage". Neste guia explicaremos as diferenças entre os modelos retrô e vintage, descreveremos com mais detalhes os dois tipos, incluindo suas características típicas, e daremos dicas de decoração.

Índice

O que é papel de parede Vintage?

O termo inglês "Vintage" descreve objetos de excelente qualidade que marcaram décadas passadas. Em termos de papel de parede, "Vintage" significa que eles foram produzidos entre 1930 e 1980.

Papel de parede dos anos 50

A década de 50 assistiu ao início do boom da reconstrução do pós-guerra. As novas casas não podiam dispensar um papel de parede elegante com elementos gráficos e orgânicos, por exemplo com motivos florais abstratos e estilizados. Em termos de cores, as cores pastel eram imprescindíveis, no entanto o cinza, o preto e o branco, assim como os tons de laranja e de vermelho quente, também eram escolhas populares. Esse novo futurismo foi o ponto de partida rumo à mudança. O design têxtil e o design de papel de parede foram influenciados por um período de grande imaginação e criatividade.

Papel de parede dos anos 60

Os anos 60 abraçaram o movimento hippie. Em termos de design de papel de parede, isso refletiu-se nos padrões gráficos psicodélicos inspirados na Op Art. O movimento hippie também desenvolveu uma linguagem literária e idiomática específica, como se vê em filmes tais como "Yellow Submarine" dos Beatles. As cores tornaram-se mais brilhantes. Até os tons mais vistosos começaram a ser aceites. Os padrões damasco com cores brilhantes e ajustados ao “espírito da época” também tiveram muito sucesso na década de 60.

Papel de parede dos anos 70

Os anos 70 ficaram marcados pelo movimento Flower Power. Embora esse movimento hippie estivesse lentamente chegando ao fim nos EUA, na Europa o sentimento de revolta permaneceu entre os jovens. Os designs dos papéis de parede continuavam coloridos, enquanto os padrões ganhavam maiores dimensões, sendo geralmente geométricos e ousados. As flores enormes representavam um dos temas mais populares. Elementos barrocos e art déco eram combinados para criar designs de tirar o fôlego. Cores ricas tais como o laranja, o verde, o marrom, o amarelo e o branco estavam em voga.

Papel de parede dos anos 80

Nos anos 80, não existiu nenhum estilo unificado. Foi a década do "misturar e combinar", a tendência individualista estava muito presente e a cultura juvenil parecia se reinventar ano após ano. Os anos 80 ficaram marcados por uma grande variedade de padrões, desde o xadrez estilo punk até a estampa Paisley, passando pela arte gráfica no estilo animação gráfica realizada por computador ou pelos padrões damasco autênticos. Os modelos de papel de parede têxtil imitação natureza ofereceram conforto e aconchego às casas dos anos 80. Em clubes e bares, a decoração privilegiava os efeitos metálicos e o extraordinário efeito brilhante e glitter. 

O que é papel de parede Retrô?

O termo "Retrô" refere-se a interpretações e imitações baseadas nas tendências e designs de épocas passadas. Os modelos de papel de parede Retrô podem ser reproduções de papéis de parede Vintage originais ou inspirados em modelos originais antigos, mas com um toque moderno e cores contemporâneas.

Reproduções de padrões de papel de parede Vintage originais 

Coisas que já foram populares continuarão a ter fãs ávidos nos próximos tempos. Basta pensar nos diversos designs de papel de parede dos anos 70 que continuam modelos de culto clássicos. As reproduções de padrões de papel de parede Vintage originais permitem que os consumidores possam escolher seu design favorito, com a vantagem da excelente qualidade atual.

Designs modernos de inspiração Vintage

Muitos designers inspiram-se em padrões clássicos de papel de parede Vintage de culto dando seu toque contemporâneo. Essas criações fascinantes combinam lindamente nostalgia e memórias com designs modernos. Por vezes, são os pequenos detalhes, quando bem utilizados, que reinventam um design popular, por exemplo, com uma combinação de cores inesperada.

Técnicas de produção baseadas nos avanços mais recentes 

Os modelos de papel de parede Retrô inspiram-se nos designs de culto do passado, mas oferecem a excelente qualidade dos padrões atuais. As opções de material e superfície são infinitas. Os revestimentos modernos ou os acabamentos impermeáveis permitem que os papéis de parede atuais sejam robustos e apresentem excelentes condições de limpeza. Os modelos de papel de parede com pouco ou nenhum contaminante também atendem os requisitos para a proteção da saúde e do meio ambiente. Além disso, as condições necessárias à reciclagem, à sustentabilidade e à uma produção mais humana são fatores cada vez mais presentes na indústria atual de papel de parede.

Quais as cores típicas dos modelos de papel de parede Vintage dos anos 60 e 70?

Os modelos de papel de parede Vintage das décadas de 60 e 70 ostentavam cores brilhantes, muitas vezes com combinações surpreendentes. Algumas das cores típicas são o azul, o marrom, o verde, o cinza, o laranja, o amarelo e o vermelho.

Azul

Essa cor fria é especialmente usada em padrões Vintage estilo damasco, e desempenha também um papel importante em conceitos Shabby Chic em tons pastel. Um tom azul marinho caloroso reflete o movimento "cair fora" dos hippies e refresca o ambiente com seu toque marítimo. Um azul escuro intenso enfatiza cores contrastantes tais como o vermelho, o laranja e o amarelo em padrões Flower Power abstratos.

Marrom

O marrom é uma das cores favoritas dos modelos de papel de parede dos anos 70. Seus tons terrosos criam uma ligação à natureza e conferem calor e conforto ao ambiente. Os desenhos geométricos do movimento Flower Power costumavam aparecer em tons de marrom combinados com amarelo e branco. O mogno e a teca eram os tipos de madeira mais modernos, sendo que essas cores também surgem nos papéis de parede da época.

Verde

O verde é a cor da esperança e, como tal, caracteriza o movimento hippie com todas as suas aspirações, anseios e medos. Nos desenhos Vintage, a cor representa a natureza e a espiritualidade, a consciência do eu interior e do subconsciente. A década de 70 também também foi marcada pelo início do movimento de proteção ambiental, e muitos partidos e organizações ecológicos foram fundados durante esses anos.

Cinza

Gráfico, geométrico, floral ou ornamental - o cinza convida à harmonia nos padrões dos anos 60 e 70. O cinza é calmante, oferece contrastes sutis e faz com que cores brilhantes resplandecem.

Laranja

A cor de culto nos designs do movimento hippie e Flower Power era sem dúvida o laranja. Quanto mais brilhante, melhor. No entanto, nuances mais claras e mais escuras também eram opções populares. A cor laranja simboliza a energia, o poder, a atividade, e estimula corpo e mente. A cor é geralmente associada ao conforto e ao aconchego, dissipa o negativismo e sugere um afastamento da vida mundana.

Amarelo

À semelhança do laranja, o amarelo está entre as dez cores mais usadas neste movimento entusiasmante. Alegria de viver, luz solar, brilho, como também inspiração e lógica são todos representados pela cor amarela. O amarelo é a cor do otimismo e exala o calor de um dia ensolarado. Em modelos de papel de parede Vintage, esse tom forte fica ótimo sozinho ou em combinação com outras cores.

Vermelho

Na gama de cores típicas do Vintage, o vermelho não deve ser subestimado. A cor do amor, do fogo, da paixão e da coragem combinava com esse tempo de mudança que pairava nas décadas de 60 e 70. Um vermelho escuro bordô confere profundidade e sensualidade a muitos modelos de papel de parede de designers.

Quais são os padrões de papel de parede Vintage mais populares?

Alguns padrões Vintage são facilmente e imediatamente identificáveis e, por isso, extremamente populares hoje em dia. Entre eles estão as flores de grandes dimensões, os elementos geométricos, os ornamentos damasco, o estilo Shabby Chic, escandinavo e Pop Art.

Flores              

Nos modelos de papel de parede Vintage, as flores tanto são apresentadas de forma linear e clara como formam fabulosos ornamentos artísticos. Silhuetas simplificadas, arranjos simétricos e padrões de grandes dimensões com cores brilhantes caracterizam os desenhos florais das décadas de 50 a 70. Da mesma forma surgiram ornamentos com padrões florais que se inspiram em exemplos históricos tais como o Renascimento, o Barroco ou o Art Nouveau.

Geométrico

As formas geométricas e os elementos gráficos são típicos dos designs de papel de parede dos anos 50, 60 e 70. Nos anos 60, os desenhos psicodélicos eram incrivelmente populares; artistas da arte Op Art tais como Victor Vasarely serviram de inspiração para muitos motivos com ilusão de ótica. Na década de 70, o foco passou para elementos geométricos com efeitos tridimensionais.

Damasco

Ornamentos complexos com base em elementos florais, figurativos ou imaginados formam padrões fantásticos estilo damasco representando a opulência e o luxo. Esses padrões opulentos combinam maravilhosamente bem com formas geométricas simples. A escolha de cores e de efeitos especiais dá o toque pessoal.

Shabby Chic

Os padrões de papel de parede Shabby Chic oferecem uma vasta gama de opções, mas todos eles têm uma coisa em comum: eles revelam a beleza da passagem do tempo, como por exemplo, cores lascadas e queimadas pelo sol, oxidação e desgaste. Azulejos tradicionais, placas de madeira envelhecidas, placas de metal enferrujadas, paredes de cimento queimado e de pedra desgastadas são apenas alguns exemplos dos possíveis designs de papel de parede Shabby Chic.

Escandinavo

Um design de renome internacional com raízes escandinavas, inspirado por artistas como Panton, Jacobsen, Eames ou Lindberg. Quem não conhece os lendários móveis e têxteis clássicos de design escandinavo? A geometria simples presente nos padrões de papel de parede escandinavo segue à risca as regras de simetria - e o efeito é simplesmente irresistível.

Pop Art

Pop Art é quando os objetos do cotidiano transformam-se em arte. Esse estilo criativo, que surgiu na década de 50 e atingiu seu auge na década de 60 com seu representante mais famoso, Andy Warhol, é um tema muito presente em papéis de parede Vintage. Letras, caracteres alfabéticos, formas geométricas, figuras, objetos e retratos são combinados com cores brilhantes para criar um look único. 

Onde posso comprar papel de parede Vintage?

A oferta de papel de parede Vintage original é limitada, sua disponibilidade depende parcialmente do período em questão. Os locais mais prováveis são as pequenas plataformas de classificados ou as lojas especializadas, e o estoque remanescente é predominantemente dos anos 50 a 80.

Plataformas on-line de classificados como Gumtree

As plataformas on-line de classificados como Gumtree são plataformas populares quando se pretende encontrar modelos de papel de parede Vintage originais. Pessoas particulares colocam à venda produtos que podem ter encontrado em porões ou lofts. Uma olhada nos classificados do seu jornal local também poderá ser interessante. Um outra boa opção (geralmente com melhores chances de encontrar os itens desejados) é a plataforma de leilões eBay, com ofertas nacionais e internacionais.

Lojas de papel de parede on-line

Algumas lojas de papel de parede on-line se especializaram exclusivamente em modelos originais das décadas de 50 a 80. Muitas delas têm seu próprio estoque. Os proprietários costumam buscar por todo o mundo estoque remanescente das décadas mais populares comprando a granel sempre que possível. Os vendedores podem ser pessoas particulares, lojas de papel de parede e pequenos fabricantes.

Dica: Liquidação em lojas antigas de papel de parede 

Com um pouco de sorte, é possível encontrar modelos de papel de parede Vintage originais quando lojas de papéis de parede fecham suas portas. Essas oportunidades podem ser encontradas em anúncios on-line, avisos nas montras, anúncios em jornais ou newsletter e editais de notificação de leilão.

Por que razão os modelos de papel de parede Vintage e Retrô despertam tanto interesse?

Os modelos de papel de parede Vintage e Retrô têm um charme inerente, do qual se destacam vários aspectos: nostalgia, tendência, história, anseios pessoais ou simplesmente seu caráter divertido - estas são apenas algumas das razões que tornam estes modelos tão cativantes.

Nostalgia

O papel de parede da cozinha da vovó lembra um delicioso assado de domingo. O charme do nosso pub favorito deve-se em parte ao seu papel de parede laranja dos anos 70 com flores enormes, criando o cenário perfeito para um momento de amor e de paz. Os modelos de papel de parede Retrô e Vintage lembram nossa infância e juventude, lugares e locais especiais, experiências e aventuras. Eles são como que pedaços de imortalidade. Eles pairam de forma mística e agradável sobre nossas vidas - porque as cores das nossas memórias são sempre mais brilhantes e a grama do passado é sempre mais verde.

História cultural e artística

Os modelos de papel de parede Vintage e Retrô são um testemunho da história da cultura e das artes; através do seu estilo e dos seus detalhes, eles representam uma perspectiva de diferentes épocas. Um papel de parede gráfico e colorido com padrões psicodélicos que lembram Woodstock e o movimento hippie ou a época dos Beatles consegue criar um ambiente incrivelmente autêntico. Destaques do mundo do design, arte criativa e música são representados em papéis de parede Vintage. E vários estilos de vida ao longo da história, desde os tempos medievais até os dias de hoje, podem ser encontrados em papéis de parede Retrô.

Saudade de um mundo mais simples

Tudo era melhor antigamente - uma frase que se ouve muitas vezes. Mesmo que isso não seja necessariamente verdade, fica a ideia de que as coisas eram menos complexas. Quando olhamos para o passado, vemos a vida e os eventos através de um filtro. Nós tendemos a bloquear experiências desagradáveis ou difíceis e recordamos principalmente os aspectos positivos. Não há dúvida de que os seres humanos passaram recentemente por mudanças incrivelmente rápidas e complexas em todas as áreas da vida, em grande parte devido à velocidade vertiginosa do avanço tecnológico. O papel de parede Vintage é uma forma de preservar o que é bom, bonito e descomplicado para sempre.

Cores e padrões alegres

Cores vivas, flores, folhas, ornamentos divertidos e formas geométricas alucinantes - a leveza do ser encontra sua expressão despreocupada nos modelos de papel de parede Vintage e Retrô. Renúncia, revolução, liberdade, experiências espirituais e expansão da consciência são termos que refletem a importância da felicidade de cada um. Um papel de parede colorido e invulgar é um convite a fazer parte dessa busca. 

Em que espaços e locais se usa papel de parede Vintage hoje em dia?

O papel de parede Vintage é incrivelmente versátil. Estes fantásticos modelos podem ser usados em espaços privados, cafés ou bares em voga; enquanto decoração em lojas ou montras são verdadeiramente cativantes; e por último mas não menos importante, eles criam cenários autênticos em estúdios de cinema e em campanhas publicitárias.

Bares, cafés e clubes em voga

O ambiente é o ingrediente chave para o sucesso de bares, cafés e clubes em voga. Os modelos de papel de parede Vintage e Retrô são a ferramenta perfeita para dar vida a um tema ou a um lema específico. Eles conseguem criar um ambiente futurista, aconchegante, extravagante, elegante ou glamoroso e fazer com que o local seja irresistível para seu público-alvo. Além disso, o papel de parede Retrô é uma ferramenta de marketing eficaz para destacar o melhor "lugar para se estar".

Decoração de loja e montra

Nas lojas - e não apenas nas lojas especializadas em artigos Vintage - o "ambiente de compra" certo pode ser criado com uma decoração de papel de parede Vintage. Isso desencadeará memórias positivas, despertará sensações visuais e emocionais do passado e promoverá o fator nostalgia. Além disso, um papel de parede colorido e moderno estilo Retrô chama a atenção e desperta o interesse do cliente que está na loja ou simplesmente passando na frente da loja.

Estúdios de cinema e indústria publicitária

Os filmes e as séries de TV de época apenas são possíveis com cenários autênticos ou cuidadosamente recriados. Por essa razão, os estúdios de cinema e TV são alguns dos compradores mais entusiastas e que mais compram papel de parede Vintage. A fabulosa oferta de modelos de papel de parede Retrô incrivelmente realistas serve todos os gêneros, desde filmes "espadas e sandálias" até filmes musicais dos anos 80. A indústria publicitária utiliza slogans convincentes com cenários Vintage.

Salas de estar, quartos e cozinhas

"Eu amo Vintage" - os apaixonados pela decoração nostálgica adoram modelos de papel de parede Vintage para decorar suas paredes, principalmente em quartos, salas de estar ou cozinhas. Para combinar com este estilo, os móveis e acessórios também podem ser Vintage, uma mistura de antigo e de novo ou até serem totalmente contemporâneos. 

Que designers famosos criaram os modelos de papel de parede Vintage e Retrô?

Vintage é um grande tema com designers de todos os gêneros. Isso é verdade para grandes nomes do design como Stig Lindberg e Arne Jacobsen, mas também para estrelas em ascensão como Dupenny ou Orla Kiely.

Orla Kiely

Orla Kiely é uma designer têxtil irlandesa muito popular que se inspira no movimento Flower Power estilo punk da década de 70 conseguindo dar a esse tema um toque muito pessoal. Botões-de-ouro, rosas trepadeiras e outras flores fascinantes, detalhes de plantas e animais amorosos são representados de forma clara, simples, simétrica e muito colorida. Entre seus muitos modelos populares de papel de parede, destacam-se trabalhos maravilhosos como Multi Stem, Linear Stem, Acorn Spot, Striped Petal. Outros modelos apresentam estruturas e formas gráficas impressionantes.

Dupenny

A marca britânica Dupenny foi fundada em Brighton e cria modelos sustentáveis de papel de parede Retrô que retratam o glamour, a moda e os estilos de dança das décadas de 40 e 50 de forma extravagante e graciosa. Vale tudo, desde mulheres e donas de casa sensuais e sexy até acessórios de moda típicos dos anos 50. As cores mais usadas nos modelos de papel de parede Dupenny são o preto e o branco, apesar de alguns apresentarem detalhes com cores fortes. Todos são produzidos usando a serigrafia, uma técnica de impressão manual.

Arne Jacobsen

Arne Jacobsen é um grande nome do design. Com seus desenhos que interpretam o funcionalismo, o arquiteto e designer dinamarquês (1902 - 1971) ficou na história. Formas orgânicas e botânicas influenciam o design de móveis e de outros projetos deste artista que era mestre em criar interpretações abstratas. Entre as peças de mobiliário mundialmente conhecidas, estão: a cadeira Ant, a cadeira Egg, a cadeira Swan ou a cadeira Series 7. Outra das suas paixões foi o design têxtil. Muitos dos seus padrões gráficos continuam a servir de inspiração para estilos escandinavos modernos, principalmente em modelos de papel de parede. Entre eles estão os padrões Vertigo e Trapez, para citar apenas dois exemplos.

Stig Lindberg

Stig Lindberg (1916 - 1982) foi um designer, ceramista, pintor e ilustrador sueco de renome mundial, considerado um dos representantes mais importantes do movimento moderno na Suécia. Em cooperação com Astrid Sampe, ele desenvolveu estampas têxteis surrealistas e alegres como Melodi, Pottery, Lustgarden e Friktada entre 1947 e 1954. Apesar do seu estilo Vintage, elas resistiram a todas as mudanças de estilo e continuam ainda hoje contemporâneas e modernas. Juntamente com suas criações de padrões de geometria gráfica na pintura em porcelana ou com as belas ilustrações no livro infantil "Krakel Spektakel", seus desenhos foram eternizados em modelos de papel de parede transformando qualquer parede em uma extraordinária obra de arte. 

Dicas: Como usar papel de parede Vintage para criar looks fabulosos

  1. Crie seu próprio banheiro de luxo em estilo Barroco. Escolha um papel de parede damasco vermelho escuro ou roxo escuro com padrão com relevo dourado e aplique esse papel em todas as paredes do banheiro. Em termos de cerâmica e móveis, aposte no branco, com acessórios e detalhes em dourado ou metal.
  2. Relaxe em uma "Sala de estar Vintage" azul, com uma maravilhosa mistura de padrões. Selecione um papel de parede Vintage geométrico e combine-o com um modelo floral estilo Retrô. As cores para os dois modelos de papel de parede devem ser o azul real, o azul aço e azul esverdeado, com base no tema azul. Para completar a decoração, use móveis de estilo antigo estofados com veludo e um tapete macio e espesso - tudo em tons de azul.
  3. Cozinhas ao sabor do estilo Flower Power: um padrão gráfico ou floral de grandes dimensões em tons de laranja e amarelo, típico dos anos 70, é perfeito para decorar paredes de destaque em cozinhas. Combine mobiliário moderno em branco com itens de design clássico, tal como a mesa Tulip e as cadeiras Panton.
  4. Um entusiasmante estilo Op Art para escritórios ou espaços de estudo - crie uma parede de destaque deslumbrante e cativante. Na maioria das vezes, a parede por detrás da mesa é a melhor opção para esse tipo de projeto. Uma ótima sugestão consiste em usar um papel de parede em preto e branco com um design sutil estilo Op Art. As restantes paredes devem ser pintadas em branco neutro ou com uma cor esbranquiçada. Em termos de mobiliário, menos é mais.